Mensagens de poder

SERtão de Deus

para novo um nascimento

Mensagem de Poder

icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp


SEMPRE SUJEITOS AO SENHOR!


“JESUS, SABENDO ISSO, RETIROU-SE DALI, E ACOMPANHOU-O UMA GRANDE MULTIDÃO DE GENTE, E ELE CUROU A TODOS” (Mateus 12.15 ARC).

Jesus entrou na sinagoga dos fariseus num dia de sábado, dia que pela lei eles guardavam. Ali estava um homem que tinha a mão mirrada (encolhida) e também os fariseus que esperavam encontrar motivos para acusar a Jesus; por isso observavam se o Senhor curaria nesse dia (Mateus 12.10). Ora, Jesus tinha poder para curar o homem da mão mirrada, tinha poder para fazer o bem àquele homem, como continua com esse mesmo poder e a disposição para curar/salvar a todos os homens.

Todavia, os fariseus (religiosos da época, assim como os de hoje), mesmo já tendo sido exortados anteriormente acerca de que com eles ali estava Aquele que é maior que o sábado e maior que qualquer convenção que se oponha à prática do bem. Ainda assim eles se mantinham endurecidos na sua compreensão carnal e estavam ali para acusarem a Jesus. A religiosidade, os rituais religiosos, as regras por regras, cegam a qualquer um que se submeta a tais conselhos de fé e assim tentam impedir o Senhor de fazer o bem.

Jesus mandou o homem estender a mão e o curou. Fez o bem. Depois disso, os fariseus formaram conselhos entre eles para O matarem.

“JESUS, SABENDO ISSO, RETIROU-SE DALI, E ACOMPANHOU-O UMA GRANDE MULTIDÃO DE GENTE, E ELE CUROU A TODOS” (Mateus 12.15 ARC).

Interessante! Jesus entrou naquela sinagoga para levar vida, cura e salvação aos necessitados e perdidos, aos que ali se encontravam diante do Senhor, pois Ele “abre a mão ao aflito; e ao necessitado estende as mãos” (Provérbios 31.20 ARC).

Prestemos atenção nisto. Ali na sinagoga estavam os necessitados do Senhor, os que criam e tinham esperança de receber o bem de Cristo Jesus. Estavam ali, também, os que O observavam para acusá-lO. Uns estavam dispostos a se sujeitar a Ele e outros estavam dispostos a sujeitá-lO.

“JESUS, SABENDO ISSO, RETIROU-SE DALI.” Quando rejeitamos a Palavra salvadora, ela se retira. Quando estamos na condição de senhor e não de servo diante de Deus, perdemos o contato com o Seu poder criador e por incredulidade O impedimos de fazer o bem.

“E ACOMPANHOU-O UMA GRANDE MULTIDÃO DE GENTE, E ELE CUROU A TODOS.” Os necessitados do Senhor, que se submetem a Ele, O acompanham, e, agindo desse modo, recebem do Senhor a salvação e são todos curados.

Dois grupos, dois resultados. Em qual desses você se encontra? A resposta verdadeira não vem da nossa boca, mas dos nossos atos, os quais produzem frutos de rejeição ou de sujeição a Jesus. Da maneira que cremos, assim reagimos.

Sejamos sábios para sermos salvos/curados. Escolhamos crer em tudo que está escrito nas Escrituras Sagradas. Façamos a opção de irmos a Cristo para dEle recebermos o bem e não para acusá-lO. Entendamos que quando rejeitamos a Palavra, ao Senhor rejeitamos e que quando nos sujeitamos ao que ESTÁ ESCRITO, ao Senhor nos sujeitamos e receberemos o bem que o Senhor quer nos fazer.

Na alegria do Senhor, que é a nossa força,
Abdias Campos, servo do Deus vivo

 


Voltar

SEMPRE SUJEITOS AO SENHOR!