Mensagens de Deus

Mensagens de Vida

Mensagem de Poder

Compartilhe em suas redes sociais :
icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp


PENSAMENTOS E COMPORTAMENTOS


O servo de Deus é como um soldado na guerra. Não pode ser demorado na execução do seu ofício: ou executa o inimigo ou é executado por ele. Pensamentos e comportamentos contrários à Palavra de Deus na vida do crente são inimigos vorazes, porque o fazem praticar justamente o que deveria combater em si mesmo. Portanto, ao invés de se tornar livre, se aprisiona à prática do mal.

“Visto como se não executa logo o juízo sobre a má obra, por isso o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto para praticar o mal” (Eclesiastes 8.11 | ARC).

O pensamento mal e o comportamento mal são restos do lixo mundano da velha criatura. Essas coisas não podem mais ter lugar na vida do salvo. A execução do juízo para eliminar tais inimigos tem que ser depressa. Se não o fizermos logo, a má obra executará o seu intento, fazendo com que o servo de Deus pratique o mal e sofra as consequências do ato.

“Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar” (1Pedro 5.8 | ARC). A sobriedade nos leva a medir, sob a métrica da Palavra, as nossas atitudes, antecipadamente, para ver se estão de acordo com os ensinamentos do Senhor Jesus ou contrárias a eles. O inimigo, através de pensamentos e comportamentos inadequados, tenta reconduzir novos e velhos convertidos às coisas do passado, para tê-los de volta sob o seu domínio. Por isso, ser sóbrio e vigilante fará com que os que são tentados se livrem imediatamente da tentação maligna, sempre citando a Palavra. Por exemplo: eu sou morto para o pecado. “Nós que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?” (Romanos 6.2b | ARC). É exatamente por causa da nossa morte para o pecado que nós não consentimos mais em praticar essas coisas do mundo nem tampouco pensar nelas. Daí a necessidade da vigilância constante, porque o inimigo anda rondando, procurando brecha, jogando laços. Cada um sabe onde o inimigo o tenta. É justamente nesses pontos que a vigilância tem que ser reforçada e a execução da sentença deve ser imediata: não vou, não quero, não faço, não falo, porque não dou lugar ao diabo.

Temos o Senhor para nos ajudar e nos livrar das ciladas do inimigo em todo o tempo. Você pode orar para que o Senhor o livre das armadilhas do mal. “Tira-me da rede que para mim esconderam, pois tu és a minha força. Nas tuas mãos encomendo o meu espírito; tu me remiste, Senhor, Deus da verdade. Aborreço aqueles que se entregam a vaidades enganosas; eu, porém, confio no Senhor” (Salmo 31.4-6 | ARC).

Bem, decidir eliminar de vez as más obras, impedindo-as de concretizarem o seu alvo, é papel nosso. Entretanto, podemos e devemos pedir ajuda ao Senhor no processo de santificação, para afastar da nossa vida os que tentam nos puxar para o meio do furacão mundano. Orar vai nos fortalecer na caminhada cada dia. O segredo é não ter segredo com Deus, é viver livremente na liberdade para a qual Cristo nos libertou, pois ela é ampla, completa e imutável. Então, sejamos firmes e fortes no Senhor Jesus, sempre. Avante, fortalezas de Deus. Aleluia. Amém.

Na alegria do Senhor, que é a nossa força,
Abdias Campos, servo do Deus vivo




PENSAMENTOS E COMPORTAMENTOS