Mensagens de Deus

SERtão de Deus

Mensagens de Vida

Mensagem de Poder

Compartilhe em suas redes sociais :
icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp


JULGANDO A NÓS MESMOS


O Senhor Jesus declara:

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele Dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demônios? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas? E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mateus 7.21-23 | ARC).

O Senhor Jesus está nos ensinando. A prática da iniquidade (pecado) tirará muitos do Reino de Deus, do descanso eterno. A iniquidade é sutil e tem enganado a algumas pessoas que já entregaram a vida ao Senhor, mas não o fizeram com inteireza de coração, tornando-se presa fácil do inimigo, por praticarem atos religiosos tão somente ritualísticos, mas levam a vida inclinada ao mundo. São os que continuaram a viver como vivem os injustos e mantiveram a comunhão na terra do pecado, estão sempre a enaltecê-los em suas obras artísticas mundanas, como se fossem pessoas especiais para as quais o Senhor Jesus faz algumas concessões, exigindo de nós santidade, mas delas não. O Senhor é reto.

Assim, elas chegarão naquele dia com desfaçatez para adentrar o Reino, mas o Senhor sentencia: “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.”

Os que não fazem a vontade do Senhor chegarão propagando seus feitos para impressionar, como se o Senhor não fosse onisciente, e concluirão sua autoinclusão, indagando-O: “Em teu nome, não fizemos muitas maravilhas?” Contudo, a reação do Senhor da justiça será justa: “E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade”.

INIQUIDADE é a qualidade do iníquo, o mesmo que injusto. Ora, se iníquo é ser injusto, quem vai se sentir injusto, se não se colocar diante do espelho da justiça de Deus se submetendo a Palavra do Senhor? Ninguém. Isso principalmente porque o diabo nesse momento joga o laço do engano para que a pessoa continue sendo iníqua, soprando nos seus ouvidos vaidosos a lembrança dos bons atos que praticou a outras pessoas. Embora o que fez ou o que faz é para o seu próprio louvor, pois os seus atos não são para a glória de Deus, mas a ela mesma são dados os louvores pelos benefícios que faz a alguém, porém a justiça dos homens são trapos de imundícia diante da justiça de Deus, está escrito (Isaías 64.6).

É bom que cada um julgue a si mesmo debaixo da autoridade do Senhor Jesus Cristo e se veja na condição que a Palavra mostra. Se houver erros, acerte-se com Deus; e se não houver, mantenha-se de pé na presença do Senhor. Amém.

Na alegria do Senhor, que é a nossa força,
Abdias Campos, servo do Deus vivo




JULGANDO A NÓS MESMOS