Mensagens de Deus

SERtão de Deus

Mensagens de Vida

Mensagem de Poder

Compartilhe em suas redes sociais :
icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp


ENSINA-NOS, PAI!


Na escola do Senhor Jesus, no Novo Testamento, encontravam-se variados tipos de aluno, e o Senhor soube lidar com cada um para que nenhum deles se perdesse, senão o filho da perdição (João 17.12).

Hoje, o Senhor Jesus permanece o mesmo Mestre: longânimo, misericordioso, cheio de benignidade, sabedoria e autoridade. A Sua escola funciona no mesmo endereço, nas Escrituras Sagradas.

O curso completo não se dá no primeiro dia de aula; é necessária frequência assídua por toda a vida para que todos os direitos e deveres de servos do Senhor cheguem por entendimento à vida de cada um. É fundamental conhecer e saber como são operadas as leis do Reino de Deus: os mandamentos, os estatutos, as ordenanças, os juízos, os preceitos e os testemunhos, de maneira que o aluno se prepare para começar a ensinar também quando for enviado pelo Mestre.

O processo é contínuo e cumpre etapas que não podem ser queimadas, que o diga o apóstolo Pedro. Já experimentado em ensinar, expulsar demônios e outras atividades da obra, ouviu do Senhor Jesus o seguinte: “E tu, quando te converteres, confirma teus irmãos” (Lucas 22.32b ARC). Quando você se converter, mantenha os seus irmãos firmes. Pedro se converteu e obedeceu ao que o Senhor lhe ordenara. Assim nos convertemos passo a passo como a luz ao amanhecer, que vai clareando à medida que o tempo avança até tornar-se dia perfeito.

O importante é manter-se firme naquilo que é para nós o alvo definitivo: JESUS. Porque o aperfeiçoamento (conversão completa) virá, se a escolha estiver definida; assim, jamais devemos desfalecer.

O Senhor nos ensina em mais uma passagem com o apóstolo Pedro, quando, aproximando-Se dele, o Senhor foi lavar-lhe os pés, mas Pedro, cerimonioso, não queria permitir, não entendia o que significava aquilo e achava-se indigno daquele ato, como era mesmo, assim como somos também indignos da morte de Jesus Cristo na cruz do Calvário em nosso lugar. Porém, o Seu amor nos constrange e excede todo o nosso entendimento.

“Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim? Respondeu Jesus e disse-lhe: O que eu faço, não o sabes tu, agora, mas tu o saberás depois. Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo. Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça” (João 13.6-9 ARC).

A decisão imediata de Pedro de estar e permanecer com Jesus é comovente e nos confirma o quanto é fundamental termos a ESCOLHA DEFINIDA, sem titubear em momento algum, para que diante de qualquer situação, tenhamos como única e definitiva opção: JESUS.

Glórias ao Senhor!

Ao se ver na iminência, por sua posição, de não ter parte com o Senhor Jesus, o apóstolo pediu que não só lavasse os seus pés, mas as mãos e a cabeça também. JESUS, JESUS! Misericórdia, Jesus! Ensina-nos, Pai! Amém.

Na alegria do Senhor, que é a nossa força,
Abdias Campos, servo do Deus vivo




ENSINA-NOS, PAI!