Mensagens de Deus

Mensagens de Vida

Mensagem de Poder

Compartilhe em suas redes sociais :
icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp


DOIS PESOS, DUAS MEDIDAS E DUAS BALANÇAS DIFERENTES


Vamos meditar um pouco sobre o BEM segundo o mundo e o BEM segundo Deus. A verdade se situa sobre tudo, como luz reluzente que é. Pela luz, tudo fica claro para nós. Como peregrinos sobre a terra, temos sempre diante de nós duas concepções distintas: o amor segundo o mundo e o amor segundo Deus; o poder segundo o mundo e o poder segundo Deus; o BEM segundo o mundo e o BEM segundo Deus. Citamos essas variações como exemplos. No entanto, iremos encontrar o original somente no Senhor; no mundo, tudo tem um fundo falso. O versículo a seguir fala do BEM segundo Deus, o qual entendemos pela Palavra e não por experiência da vida terrena ou exemplos de outras pessoas.

“E não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido” (Gálatas 6.9 | ARC).

Fazer o bem é algo que mexe bastante conosco por dentro e por fora. A primeira pessoa a quem podemos fazer o bem é a nós mesmos, recebendo Jesus em nossa vida para Ele nos salvar, nos ensinar e ser nosso Senhor. Uma vez feito isso, passamos para a escola do Espírito Santo de Deus, onde Jesus Cristo é formado em nós. Através da Sua natureza santa, o BEM começa a inserir em nossa vida as ações da presença de Deus e nos acostumamos a amar o BEM e a exercitá-lo também, por Cristo Jesus, em outras pessoas.

Exemplificando esse entendimento, apresentaremos dois caráteres diferentes, duas balanças de medições completamente antagônicas, as quais representam o BEM segundo Deus e o BEM segundo o mundo.

O BEM segundo o mundo é representado aqui pela oferta de Caim, a qual não foi aceita por Deus. Entretanto, era uma oferta, não era? Sim, mas nela não estava o BEM segundo Deus, e sim segundo o mundo. Não estava o amor ao Senhor, e sim o servir de qualquer jeito. Não estava a observação à grandeza de Deus, e sim o fazer negligentemente, sem entendimento. Por isso, Deus disse para Caim: “Se bem fizeres, não haverá aceitação para ti?” (Gênesis 4.7a | ARC). "Porque esta é a mensagem que ouvistes desde o princípio: que nos amemos uns aos outros. Não como Caim, que era do maligno e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque as suas obras eram más, e as de seu irmão, justas" (1João 3.11-12 | ARC). Deus olha o coração do homem, do qual saem os caminhos da vida. Quando uma atitude é de um BEM aparente, ela não é recebida por Deus, porque se liga com o próprio ego do homem.

O BEM segundo Deus é representado aqui pela vida vitoriosa do Senhor Jesus. Ele é o nosso modelo. “Jesus andou por toda parte fazendo o bem e curando todos os que eram dominados pelo Diabo, porque Deus estava com ele” (Atos 10.38b | NTLH). Curando todos que eram dominados pelo diabo, no corpo, na alma e no espírito. Jesus renunciou a Sua condição de Deus para Se fazer homem como nós e sofrer em nosso lugar, fazendo o BEM, em renúncia a Si mesmo para a glória de Deus. Ele é o nosso modelo. Façamos como Ele fez. Amém.

Na alegria do Senhor, que é a nossa força,
Abdias Campos, servo do Deus vivo




DOIS PESOS, DUAS MEDIDAS E DUAS BALANÇAS DIFERENTES