Mensagens de Deus

SERtão de Deus

Mensagens de Vida

Mensagem de Poder

Compartilhe em suas redes sociais :
icone facebook icone twitter icone gplus icone whatsapp


AINDA HÁ VAGAS


“E bem sei que, indo ter convosco, chegarei com a plenitude da bênção do evangelho de Cristo” (Romanos 15.29 ARC).

Esta deve ser a convicção do crente: “E bem sei que, indo ter convosco, chegarei com a plenitude da bênção do evangelho de Cristo”. Aonde quer que o Senhor nos envie, devemos ir com a excelência do evangelho de Cristo que consiste no poder de Deus (Romanos 1.16).

Quando teorizamos a Palavra do Senhor e a fundamentamos com fatos históricos, temporais, culturais, geográficos ou coisas que o valham, retiramos a essência do poder de Deus e colocamos a condição intelectual do homem para explicá-lO; a ordem é invertida e o evangelho de Cristo não chega na plenitude da bênção.

“Porque não ousarei discorrer sobre coisa alguma, senão sobre aquelas que Cristo fez por meu intermédio” (Romanos 15.18a ARA).

O que o servo tem de si mesmo para falar às pessoas? Nada. Levaremos ao povo palavras estranhas que não significam nada para o evangelho e para elas?

Não devemos falar sobre o que fazemos, sobre nossas habilidades pessoais, mas somente sobre as coisas que Cristo fez e faz por nosso intermédio, usando-nos como vasos. Vasos não escolhem o que levar; são apenas instrumentos em Suas santas mãos. Ele é o feitor da obra. Nós somos Seus instrumentos. “Porque não ousarei discorrer sobre coisa alguma, senão sobre aquelas que Cristo fez por meu intermédio” (Romanos 15.18a ARA).

O povo quer conhecer Jesus (João 12.21). Os que não O conhecem necessitam conhecê-lO e compreendê-lO, e nós devemos nos oferecer para que o Senhor Jesus os traga ao evangelho, por palavra e por obras (Romanos 15.18). Atentemos como devemos agir:

Por força de sinais e prodígios, pelo poder do Espírito Santo; de maneira que, desde Jerusalém e circunvizinhanças até ao Ilírico, tenho divulgado o evangelho de Cristo” (Romanos 15.19 ARA).

O evangelho de Cristo deve ser desse modo divulgado. Compreendamos que a obra é feita por força de sinais e prodígios [milagres que mostram o poder de Deus], pelo poder do Espírito Santo [pela unção que dá força e poder para agirmos em nome do Senhor Jesus]; de maneira que, desde Jerusalém [desde nós mesmos ou do lugar em que vivemos] e circunvizinhanças [lugares ou pessoas que nos rodeiam] até ao Ilírico [lugares e/ou aqueles que se encontram distantes], tenho divulgado o evangelho de Cristo [tenho pregado a Palavra de Deus, a Palavra de poder].Por força de sinais e prodígios, pelo poder do Espírito Santo.

Voltando ao versículo inicial da mensagem:

“E bem sei que, indo ter convosco, chegarei com a plenitude da bênção do evangelho de Cristo” (Romanos 15.29 ARC).

Sabemos que, para chegarmos desse modo aos lugares onde o Senhor nos envia, temos antes que aprender com Ele, buscá-lO profundamente, em consagração e em comunhão permanente, estudar as Escrituras Sagradas, tendo como professor o Senhor Jesus, Aquele mesmo que ensinou Simão, pescador rude, a tornar-se Pedro, pescador de homens, cheio do Espírito Santo.

Vamos meus amados à escola do Espírito de Deus; AINDA HÁ VAGAS!

Na alegria do Senhor, que é a nossa força,
Abdias Campos, servo do Deus vivo




AINDA HÁ VAGAS